Método TEACCH para pais

Os métodos descritos a seguir podem (e devem) ser utilizados pelas famílias de crianças com dificuldades de comunicação, principalmente crianças do espectro autístico.

 

MÉTODO TEACCH

(Treatment and Education of Autistic and related Communication-handicapped Children)

 

Objetivo: aumentar o funcionamento independente.

Valoriza o aprendizado estruturado (principalmente no início do tratamento). Dá importância à rotina e a informação visual.

É necessário organizar e simplificar o ambiente, apresentando  menos estímulos sensoriais concomitantes. Isto facilita a criança a focar a atenção nos detalhes relevantes

 

UTILIZAÇÃO DE  MATERIAL COM INFORMAÇÃO VISUAL

A informação dada visualmente tem como objetivo amenizar as dificuldades de comunicação existentes.

A programação das atividades do dia deve ser dada visualmente.

Pode existir um quadro indicando, em seqüência, quais atividades ou tarefas a criança deve realizar.

Alguns quadros são feitos de maneira a induzir a criança a retirar o cartão com a foto ou desenho da próxima atividade e depositá-la no local onde deve ir. Por exemplo, retirar a foto da piscina do quadro e colocá-la em um lugar com o mesmo símbolo na piscina.

É claro que a utilização dos quadros requer um aprendizado. Inicialmente alguém fará cada passo com a criança, colocando os cartões em sua mão e ensinado-a a colocá-lo no local. Quando a atividade tiver acabado, a criança deve voltar ao quadro de tarefas para ver qual a próxima atividade e pegar seu respectivo cartão. Com o tempo ela poderá realizar a tarefa de maneira independente.

O fundamental é a persistência até que a criança aprenda a utilizar a informação visual.

Na maioria das vezes a utilização deste método traz tranqüilidade à criança já que possibilita melhor compreensão e comunicação.

O quadro a seguir ilustra os passos que a criança deve seguir ao chegar na escola e quais serão as atividades: guardar mochila, ir ao banheiro, jogo, lavar as mãos, lanchar e ir para casa.

 

 

Ao invés do nome pode-se colocar uma foto da criança em cima do quadro de suas atividades.

É necessário que ao ver a figura a criança entenda o que se espera dela. Isto ajuda na organização, minimiza possíveis problemas de linguagem receptiva e dá independência para a criança.

 

É possível também utilizar material visual para ensinar a fazer determinadas tarefas como fazer café, escovar os dentes, etc...

 

A próxima figura utiliza um álbum para ensinar a fazer café. As páginas do álbum possuem uma seqüência de fotos que ensinam cada passo de como fazer café. Primeiro pega a água, depois colocar na cafeteira, etc.

 

 

Este tipo de orientação pode servir para qualquer coisa que se queira ensinar para a criança. É obvio que isto implica em um aprendizado. Inicialmente os passos serão dados com auxílio, mas sempre utilizando o álbum como referencial para a criança.

É fundamental iniciar com tarefas bem simples (como por exemplo, pegar biscoitos em um pote) e sempre utilizando as fotos para a criança aprender a obter a informação ordenada e organizada visualmente.


A foto abaixo mostra álbuns de como colocar a mesa para o café, para o almoço, e para o lanche.

 

 

 

A família pode ter também um esquema na parede para a criança se situar com relação aos dias da semana e o que fará em determinado dia.

Nos dias de semana pode-se colocar uma foto dela com uniforme da escola ou algum logotipo que a criança associe à escola. Nos sábados e domingos pode-se colocar uma foto de casa ou foto da criança com os pais ou avós. O importante é que fique claro para a criança que dia é hoje e o que ela fará.

 

This shows a calendar made on posterboard and picture symbols are attached with velcro.  One type of velcro is already in place on the posterboard and all the symbols have the other kind so they can be stuck on where needed.

 

É também útil fotografar os locais e pessoas que fazem parte da vida da criança. Assim, quando os pais forem explicar para a criança aonde ela vai, podem mostrar uma foto ilustrativa enquanto passam a informação verbal (“hoje vamos à casa da vovó” e mostra a foto).

 


Outro método utilizado com o intuito de aumentar a comunicação é o
PECS (Picture Exchange Communication System).

 

Este sistema utiliza cartões contendo fotos ou logotipos de coisas relevantes para a criança. Pode-se iniciar com coisas que a criança gosta de comer e ensiná-la a utilizar os cartões como objeto de troca pelo que deseja.

 

 

                                 

 


Pode ser qualquer coisa. É importante utilizar coisas que a criança goste como:

 

 

 

É interessante que exista sintonia entre os métodos utilizados em casa e na escola. O ideal é utilizar o método de cartões e  organização visual das tarefas em casa e na escola.


Espero que estes exemplos sejam úteis para vocês.

 

Ai vão algumas fotos de pessoas utilizando este método pelo mundo:

 

 

  

 

 

 

 

solicitando um item              recebendo o item

Dra. Carla Gikovate

Médica — Neurologista infantil — Mestre em Psicologia

Especialista em Educação Especial Inclusiva